Um edifício logístico é destinado ao armazenamento e à distribuição de produtos para comercialização. Já o industrial, como o próprio nome diz, é relativo à produção

Desde os anos 2000, o setor de galpões vem apresentando crescimento significativo no Brasil, quando investidores notaram a demanda crescente por espaços de armazenamento maiores e mais flexíveis no país.

Entretanto, dependendo da finalidade e do tamanho da empresa, em determinado momento, podem ser necessárias a locação ou a construção de um galpão logístico ou industrial.

Um galpão logístico é destinado ao armazenamento e à distribuição de mercadorias para comercialização. Já o industrial, como o próprio nome diz, é relativo à indústria e à produção e, desta forma, possui características próprias.

Confira neste texto as principais diferenças desses modelos de estrutura, algumas de suas vantagens e desvantagens e os fatores que devem ser considerados antes da escolha.

Características dos galpões

Um galpão logístico se trata de um espaço reservado para as operações logísticas de uma empresa, como recebimento, estocagem, separação e distribuição. Ele é necessário em cenários nos quais a organização precisa expandir as operações fora de sua própria indústria.

Já o edifício industrial, apesar de também possuir relação com a expansão da empresa, caracteriza-se por ser o parque fabril de um negócio e requer uma maior necessidade de atenção em relação à produção quantitativa de produtos da empresa.

Principais diferenças entre os galpão logístico e industrial

Vista externa de um galpão com paredes brancas

Existem várias diferenças entre galpões logísticos e industriais. Complexos industriais, por exemplo, exigem um planejamento mais extenso por necessitarem de uma série de normas de segurança para operar na legalidade do mercado.

Veja também: Habite-se, para que serve e como tirar

Além disso, eles integram um sistema muito maior, responsável pela produção e, portanto, possuem especificações e objetivos de acordo com a sua função.

Foco

Enquanto em uma instalação logística, que apenas  manipula os produtos, o objetivo é passar pelas diferentes etapas para entregar ao cliente o pedido com o máximo de agilidade possível, em um galpão industrial o foco é outro.

Construções com funções industriais, por outro lado, prezam por constantemente melhorar os processos e o ambiente de trabalho para os colaboradores.

Desta forma, uma vez que os funcionários apresentem melhor desempenho, o cenário será refletido diretamente na competitividade da organização. 

Atualmente,  estamos chegando ao estágio (já alcançados em outros países) em que os equipamentos “conversam” uns com os outros para uma maior agilidade da produção. Esse é um dos conceitos da indústria 4.0

Material

Quando o foco é a produção industrial, este tipo de construção pode ser feita de vários meios de construção geralmente se pensando em uma nova modulação futura, tanto em alvenaria mista, convencional, pré-moldadas ou em metal, geralmente aço.

Isso permite empreendimentos mais leves, rápidos  e mais baratos, porém tudo depende do tipo da industrialização, porque podemos ter que despender de maior custo de prêmio em relação a um seguro contra incêndio, por exemplo . Ele também pode ser erguido em prazos menores.

Os modelos mais tradicionais de galpões logísticos são construídos em concreto pré moldado que podem, em uma mesma cobertura, ter diversos espaços de tamanhos redimensionáveis. Mas nos últimos anos passaram a surgir modelos mistos, nos quais a cobertura é feita de materiais metálicos.

Segurança

Obviamente, os edifícios comerciais têm muitos cuidados com a segurança. Porém, quando o assunto é a indústria, a preocupação é ainda maior.

No processo de produção, todos os colaboradores necessitam de equipamentos de segurança e treinamento para casos de emergência. Outro fator é a necessidade de possuir equipes próprias para determinadas situações, como a brigada de incêndio.

Ou seja, há mais aspectos em torno da segurança em instalações industriais. Essas construções ainda passam por verificações de segurança com a aprovação do Atestado de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que são renovadas a cada período de 2 a 3 anos e em constante adequação para garantir o devido controle de todos os processos.

Vantagens

Apesar de encararem a segurança de maneira um pouco diferente, tanto os edifícios logísticos quanto industriais possuem segurança reforçada.  Geralmente, o logístico por abrigar em uma mesma cobertura, é dividido ou separado por periculosidade.

A maioria dos casos possuem sistema de combate a incêndio por “sprinters”, que detecta qualquer tipo de foco de incêndio e age de forma eficiente para não deixar as chamas se propagarem. Ambos também representam no longo prazo uma redução de custos.

Contar com um galpão industrial é imprescindível, quanto um galpão logístico  pode ser decisivo para a expansão da operação de uma companhia, uma vez que esses espaços otimizam estoque e processos e criam vantagens competitivas.

Além do mais, o logístico como a própria palavra significa é uma importante ferramenta estratégica ao oferecer o espaço necessário para a expansão das atividades.

O aluguel mesmo com um valor mais expressivo se mostra uma alternativa mais interessante para empreendedores que podem usufruir de um espaço configurável para tal empreendimento, bem como não desejam aumentar o seu ativo imobilizado.

Estrutura interna de um galpão com mezanino

Desvantagens

Ao comprar ou construir um galpão logístico ou industrial, a empresa vai desprender uma maior quantidade de recursos. Quanto às manutenções, elas também ficarão a cargo do proprietário, bem como as ampliações  e alterações na estrutura.

Ao alugar, porém, o galpão não será um ativo da empresa e deverá ser visto por ela como um custo (o que também não deve ser de forma nenhuma desprezado quando se possui um site próprio). 

Esse custo, inclusive, perdura enquanto o espaço estiver sendo usado, mas possui a flexibilidade da empresa nos ciclos econômicos de expansão ou retração da indústria, local ou Global.

As mudanças em um espaço alugado podem ser mais burocráticas do que em um prédio próprio. E sempre há a possibilidade do locador não entrar em um acordo  e ser intransigente quanto a reajustes de valores locativos. 

Ou a respeito de alterações de construtivas no local, que na sua maioria das vezes atende exigências da empresa locatária em detrimento de futura locação do galpão, uma vez que geralmente são específicas da empresas..

O que  considerar na hora investir galpão logístico ou industrial

É muito comum ouvir por aí que “obra é tudo igual”, mas instalações comerciais possuem distinções em relação às industriais, inclusive quanto às normas aplicadas para cada modelo.

Antes de escolher um local ou um edifício, considere a estratégia de localização (como estar perto do cliente ou em uma área de tributação mais leve).

Não se esqueça, ainda, de conferir a qualidade da infraestrutura, se ela oferece risco às mercadorias ou aos colaboradores, e também de planejar a capacidade de armazenagem, levando em conta uma possível expansão.

Certo é que não existe uma fórmula de sucesso, e que cada tipo de estrutura é necessária de acordo com as demandas e o escopo de um negócio.

É importante ainda conhecer bem a legislação referente à espécie do galpão industrial ou  galpão logístico e principalmente seu zoneamento obtendo a licença de Uso de Solo junto a Prefeitura da localidade do Galpão, antes de planejar, além de contar com o auxílio de uma empresa do ramo.

Quando se trata de administração, venda e aluguel de galpões, a Disk Galpões proporciona uma consultoria especializada para o empreendedor se preocupar apenas com o desenvolvimento e a competitividade de sua empresa.

Com mais de três décadas de experiência, nós  oferecemos as melhores opções do mercado, com profissionais diferenciados, e atuamos com a transparência e a segurança necessárias para dar tranquilidade ao proprietário.

Acesse nosso site e conheça os detalhes das soluções que oferecemos para sua empresa.