Fique por dentro dos principais pontos de atenção na hora de vistoriar seu galpão. 

Você pode ter dúvidas da integridade da vistoria em um galpão industrial  que você está comprando ou alugando. Porém, há uma série de elementos que devem ser considerados na hora de garantir que ela está sendo realizada da forma correta.

Veja também: Como alugar galpão industrial: guia completo

Portanto, as vistorias de galpões industriais são obrigatórias. Elas evitam  que uma das partes saia prejudicada com o decorrer do tempo. Neste artigo, você entenderá como funciona esse processo e os principais pontos de atenção.

O que é vistoria de galpões?

Vistoria de galpões é o nome dado ao procedimento que aponta se o imóvel em questão atende às especificações de segurança e estruturais presentes no contrato. Se estiver tudo ok, um laudo é emitido provando que o local está em bom estado.

Um bom laudo indica a conservação de cada parte ou conjunto específicos da construção, onde são tiradas centenas de fotos com todas as descrições e características do item vistoriado.

Porque a vistoria em galpão industrial é indispensável e obrigatória?

Vender um imóvel que não está em boas condições pode trazer diversos problemas mais para frente. O preço de um galpão é alto, portanto, oferecer um espaço em bom estado é a peça fundamental para evitar gastos com concertos e outras futuras despesas.

Por outro lado, se você pensa em comprar ou alugar um galpão, ter a certeza que está tudo certinho e funcionando é um alívio. Imagine estocar todos seus produtos e de uma hora para a outra um cano estoura, molhando e destruindo tudo que está armazenado?!

Sem dúvidas, você consegue buscar seus direitos e ir atrás do responsável, mas o tempo e a dor de cabeça que  enfrentará nesse processo serão enormes. Portanto, opte no certo e seguro, faça uma vistoria detalhada em seu galpão. 

O documento funciona como um comprovante sobre o que foi combinado de ser entregue na negociação. Garantindo, assim, o direito de recorrer ao contrato se alguma parte for lesada.

vista aérea de galpão industrial

Como funciona a vistoria?

A vistoria de galpão industrial só pode ser feita por um inspetor vistoriador experiente autorizado. Ele recebe as informações passadas sobre o galpão e observa se corresponde com as situações pertinentes ao local vistoriado.

Também é confirmada a metragem do lugar, para ver se elas estão de acordo com o projeto. Isso vale para as áreas construídas, áreas de terreno, pé direito, capacidade do piso, quantidade de docas, área do pátio de manobras, vagas internas e de espera, estrutura, tipo de cobertura, fachada módulos e condições de pilares internos, área administrativa e áreas auxiliares. 

Os  requisitos mais levados em consideração na hora da vistoria são a segurança e a integridade da estrutura. Se não forem constatadas irregularidades, a documentação é emitida em até 15 dias. Acompanhe os principais pontos de atenção na hora da vistoria:

Imóvel/Localização

É verificado a metragem total de área construída descritas acima, além de confirmar o tamanho dos banheiros, salas de escritório, estacionamento para veículos, hall entre outros espaços disponíveis no local. Também é confirmada a localização do galpão.

Leia agora: Cabine primária, para que serve e porque é importante

Características da obra

Em geral os itens são classificados como ruins, regulares e bom estado.

Essa parte conta com uma lista de todos os compartimentos presentes dentro do galpão. Um exemplo são os banheiros, a recepção, uma cozinha, administração, área para depósito, entre outros espaços dentro da estrutura. 

Pintura

É verificado se a pintura do galpão foi feita. Tanto quanto as cores escolhidas, a marca da tinta usada, os locais que foram pintados e se a pintura foi de qualidade.

Cada cômodo recebe uma classificação de acordo com a pintura da área: nova, em bom estado, pintura regular e pintura ruim.

Esquadrias

Nessa parte, são listados todas as portas, janelas e afins. Também é confirmada seu estado de uso, material utilizado, localização da esquadria e cores dos itens.

Guarda-corpo e Corrimão

É observado o material utilizado, qualidade do EPC(Equipamento de proteção coletiva) e a pintura do guarda-corpo e do corrimão presente no galpão. Nessa parte, também é observado se o equipamento está em bom estado para utilização.

Pisos e azulejos

É citado quais pisos foram utilizados em determinadas partes do galpão como no banheiro, administração, hall entre outras áreas. Um dos pontos cruciais da vistoria é apontar se o chão do estoque aguenta os maquinários que vão passar por lá.

Instalação elétrica

É apontado se o galpão possui uma boa iluminação. Assim como se as instalações estão em ordem e os locais que apresentam luzes, tomadas, sistemas elétricos e afins.

Objetos que acompanham o galpão

É feita a vistoria de todos os objetos que vão ser entregues junto com o galpão. Entre eles, é comum conter mesas, cadeiras ,ar condicionado, extintores de incêndio, hidrantes, mangueiras, bicos engates, para-raios, entre outros.

Altura

Na inspeção também é observado a altura máxima que poderá construir alguma estrutura dentro do galpão. É muito necessário para apurar até qual nível poderá utilizar os drivers, modulos logísticos e outros tipos de plataformas.

Nivelação

Muitas pessoas se esquecem, mas a nivelação do chão é muito importante para o uso de maquinários, e principalmente se o galpão e destinado a estoque de materiais empilháveis, onde além da resistência o piso deve ter um nivelamento perfeito, para não ocasionar um pendimento (pender) de uma prateleira. Isso evita qualquer tipo de esforço desnecessário por conta das diferenças de altitudes entre as superfícies.

vista interna de galpão industrial com luzes acesas

AVCB: documento obrigatório para vistoria em galpão industrial 

AVCB é a sigla para Auto Vistoria do Corpo de Bombeiros, ele é um documento obrigatório para todas as construções não residenciais. Esse laudo atesta se o galpão está em conformidade com as normas de segurança contra incêndio e pânico. 

Cada empresa com sua atividade tem a necessidade de fazer seu próprio AVCB, tendo em vista o armazenamento que será feito no local, ou mesmo em caso de industrialização no local.

Para dar entrada nos documentos de AVCB, é necessário que o proprietário tenha em mãos o PPCI (Plano de Prevenção e Proteção Contra Incêndios). Que é um relatório listado com os equipamentos de segurança obrigatórios dentro do galpão, inclusive dependendo do tipo de empresa o uso obrigatório de “sprinter”, que aumenta a segurança, bem como o valor locativo.

Nesse caso, quem realiza a vistoria em um galpão industrial é o próprio corpo de bombeiros. E se for constatada alguma irregularidade, é necessário o reparo imediato para a regularização da área com um prazo adequado.

Esses documentos apresentam um vencimento, e tem seu prazo determinado de acordo com a região que o galpão se localiza. Portanto, é necessário fazer essa vistoria várias vezes com o passar do tempo.

Qual a diferença da vistoria de um galpão para um imóvel comum? 

No caso do galpão, além de ser obrigatório o AVCB, o foco nas medidas de segurança do coletivo é minuciosamente apurado. Afinal,  dentro do local, irão transitar pessoas com o intuito de trabalhar.

Já no caso dos imóveis normais, a maior preocupação é com possíveis problemas estruturais e a parte elétrica. Portanto, em uma casa, a vistoria é mais simples e rápida.

E aí, entendeu os principais requisitos que compõem uma vistoria de galpão industrial? Então acesse o site do Disk Galpões e faça uma consultoria imobiliária com quem entende realmente do assunto e apresenta um laudo realmente eficaz .